11 ago · Bruna Monte · Sem Comentários

Pai, você é muito importante para o sucesso da amamentação!

Em homenagem ao Mês de Valorização da Paternidade, buscaremos, em uma série de posts, entender melhor a importância da presença paterna no processo de gestação e criação da criança. Começaremos falando sobre a amamentação.

É normal que o pai se sinta excluído nesse momento, já que não é capaz de fornecer o leite, e se sinta “de fora” dessa conexão entre mãe e filho. Porém, o apoio e a cooperação do pai são muito importantes para tranquilizar e passar segurança para a mulher. Ela precisa de alguém que cuide dela, que esteja atento às suas necessidades, enquanto tenta se entender com a amamentação.

Uma das atividades que o pai pode pegar para si é o momento do arroto do bebê ao final da mamada. Ao fazer isso, a mãe é liberada por um tempo e o pai passa a fazer parte do processo de amamentação. Também é interessante conversar com a mãe sobre deixar um pouco do leite materno em uma mamadeira, para que o pai possa alimentar o bebê algumas vezes enquanto a mulher descansa.

O estresse e cansaço diminuem a liberação do leite. Então, o essencial é que o pai foque em cuidar da mulher, estando atento às suas necessidades e sendo proativo e criativo na hora de cooperar nesse processo. Mais que apenas ajudar, o pai deve dividir as tarefas e tentar participar ao máximo, no mesmo nível que a mãe, no desenvolvimento do bebê.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 16 =

Copyright © 2016 Rede Primeiros Passos