Primeira Infância

Primeira Infância: uma janela de oportunidades

O ambiente em que a criança vive tem uma influência enorme no seu futuro. A capacidade e velocidade de aprendizagem das crianças é espantosa.

Sabemos que é mais fácil e natural aprender certas coisas na infância – como é o caso de línguas estrangeiras.

Além disso, as crianças aprendem mais rapidamente quando observam e imitam – o que elas fazem inventando brincadeiras e dedicando-se incansavelmente a elas.

Quando as crianças adquirem certas competências básicas em áreas como o desenvolvimento físico, estético ou musical elas terão melhores condições de atingir elevados níveis de desempenho nessas áreas quando crescerem.

Para que isso ocorra, a criança precisa viver num ambiente com estímulos adequados que ao mesmo tempo a proteja de riscos e a estimule a se autossuperar.

O papel dos pais
Ajudar os filhos a se desenvolver. Como as crianças aprendem observando, as ações dos pais são importantes exemplos para as mesmas.

O papel da creche e pré-escola
Auxiliar os pais a promover determinadas áreas do desenvolvimento, garantindo um ambiente agradável no qual as crianças são estimuladas e desafiadas.

Primeira Infância: uma janela de oportunidades

Hoje sabemos que o ambiente em que a criança vive tem uma influência enorme no seu futuro – muito maior do que supúnhamos.  A capacidade e velocidade de aprendizagem das crianças é espantosa.  Também sabemos que é mais fácil e natural aprender certas coisas na infância – como é o caso de línguas estrangeiras.

Além disso, as crianças aprendem mais rapidamente quando observam e imitam – o que elas fazem inventando brincadeiras e dedicando-se incansavelmente a elas. A disposição para repetir contribui para sedimentar e aperfeiçoar o que elas estão aprendendo.

Finalmente sabemos que quando as crianças adquirem certas competências básicas em áreas como o desenvolvimento físico, estético ou musical elas terão melhores condições de atingir elevados níveis de desempenho nessas áreas quando crescerem.

Para que isso ocorra, a criança precisa viver num ambiente com estímulos adequados que ao mesmo tempo proteja a criança de riscos e a estimule a se autossuperar, num ambiente harmônico e sem criar ansiedade ou competição.

 

O papel dos pais O papel da creche e pré-escola
Ajudar os filhos a se desenvolver. Como as crianças aprendem observando, as ações dos pais são importantes exemplos para as mesmas. Auxiliar os pais a promover determinadas áreas do desenvolvimento, garantindo um ambiente agradável no qual as crianças são estimuladas e desafiadas.

 

Uma grande diferença é que na escola a criança vive num ambiente mais neutro, em que não precisa fazer as coisas para agradar o papai ou a mamãe. O adulto não julga e avalia, o educador não chora ou fica triste se a criança faz ou deixa de fazer algo, inclusive algo errado: aqui ela pode errar – e vai aprender a lidar com as consequências disso. Isso ajuda muito a criança a aprender a assumir suas responsabilidades.

Um papel específico da escola é assegurar que a criança esteja pronta para ingressar no ensino formal – tanto do ponto de vista dos conhecimentos e habilidades cognitivas – como a atenção e concentração – quando do ponto de vista do desenvolvimento social e a capacidade de conviver em harmonia com os outros e resolver conflitos de maneira tranquila, sem brigas e agressões.

 

 

Saiba mais sobre os primeiros anos de vida da criança: Radar da Primeira Infância

Copyright © 2016 Rede Primeiros Passos